Ínicio  >  Artigo exclusivo Dicas de Fisioterapia

ACUPUNTURA: QUAIS OS BENEFÍCIOS E PARA QUE SERVE

  • 14 de abril de 2018
ACUPUNTURA: TUDO SOBRE A TÉCNICA COM BENEFÍCIOS SEM PRECEDENTES

O QUE É A ACUPUNTURA

A acupuntura é uma antiga técnica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

No último artigo já conversamos sobre a Medicina Chinesa em um belo artigo sobre o que é e suas teorias.

Se você ainda não viu este artigo, é só clicar aqui.

Caso já tenha lido, voltemos a acupuntura.

A palavra acupuntura é oriunda do latim ‘acus’ (agulha) e ‘punctura’ (punção). É uma técnica que consiste na introdução de pequenas agulhas, em pontos específicos do corpo, chamados de meridianos.

Sobre o seu surgimento, muitos documentos revelam que ela surgiu a quase 5 mil anos na China, em seguida expandiu-se para o Japão, Coreia do Norte e do Sul.

Porém, definir uma data quando surgiu a acupuntura não é tarefa fácil.

O que sabemos bem é que essa terapia alcançou o mundo ocidental a partir da década de 1970.

Inclusive, no Brasil, há 30 anos o SUS (Sistema Único de Saúde) dispõe oficialmente de acupuntura na lista de serviços públicos de atenção à saúde.



BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA E PARA QUE SERVE

No ocidente a acupuntura ganhou credibilidade sem precedentes por seus benefícios reconhecidos no alívio das dores das mais diversas origens.

Ela se mostrou muito eficaz no tratamento da dor aguda e crônica.

Em 1979, a Organização Mundial da Saúde (OMS) editou uma lista com o tratamento de acupuntura para mais de 40 doenças ou disfunções no organismo que, após mais de vinte anos de pesquisas, resultou no documento Acupuncture: Review and Analysis of Reports on Controlled Clinical Trial.

Apenas para que se tenha uma ideia, entre estes males estavam a fibromialgia, osteoartrite, dor lombar, ciatalgia, bursite, acne, micose, herpes zoster, infertilidade, menopausa, labirintite, diabetes mellitus, obesidade, bronquite aguda, asma, gripe comum, hipertensão, cólica intestinal, cólica menstrual, constipação, incontinência, síndrome de raynaud, enxaqueca, AVC, paralisia facial e muitas outras.

O objetivo benéfico principal da acupuntura é curar ou amenizar os sinais e sintomas da doença, equilibrar a energia dos órgãos e vísceras e promover harmonia entre mente e corpo.

Seu diagnóstico é realizado por meio de perguntas relacionadas à medicina chinesa.

São feitas perguntas sobre qual sabor, cor e estação do ano o paciente prefere, exame dos pulsos, da língua, da íris, temperatura corporal e das extremidades, sobre o sono, sobre os sentimentos de raiva, tristeza, alegria, preocupação etc.

Todo o procedimento é feito por um profissional com formação em Medicina Tradicional Chinesa.

E, no Brasil, apenas pessoas graduadas em algum curso da área da saúde estão autorizadas a fazerem a formação em MTC: fisioterapeutas,  médicos, nutricionistas, dentistas e outros.

Recentemente o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) escreveu uma nota sobre a autorização de fisioterapeutas na prática da acupuntura.

PONTOS DA ACUPUNTURA

Após a anamnese (avaliação) o acupunturista seleciona os pontos de acordo com o dignóstico.

Em seguida é feita a limpeza da pele com álcool e as agulhas descartáveis são inseridas e deixadas no ponto determinado, sendo retiradas após 20 minutos.

Não há problema em deixar as agulhas por mais tempo, porém, menos de 20 minutos não há eficácia comprovada pela literatura.

COMO FUNCIONA A APLICAÇÃO DAS AGULHAS

Mais uma vez: as agulhas devem sempre ser descartáveis.

A aplicação das agulhas de acupuntura ocorrem em cinco etapas (em ordem):

Picada

Uma pergunta que recebo muito é: a acupuntura doi?

Não há resposta definitiva. Pode doer ou não.

O ideal é não doer e, sim, sentir um picada leve e uma sensação leve de choque.

Mas a dor não ocorre com todos os pacientes. Alguns não sentem nada.

Depende muito da sensibilidade do paciente e também do ponto que está sendo colocada agulha.

Pontos com pouca musculatura, por exemplo, como as mãos e pés, podem doer.

Por isso, é importante o profissional manusear com cuidado este instrumento.

Ajuste na Profundidade

Movimenta-se a agulha de modo lento, para cima e para baixo, com pequenas alterações na direção, quando necessário.

Sempre percebendo as reações na busca do local exato para a obtenção do Qi (estimulação nervosa periférica).

Porém, nem sempre é necessário movimentar a agulha.

Manipulação

Pode ser necessário realizar alguma manipulação da agulha com o objetivo de assegurar a efetividade do estímulo, incrementá-lo ou direcioná-lo para tonificação ou sedação (explicarei mais abaixo).

As duas manobras básicas são a rotação e a pistonagem.

A rotação é um movimento circular, no sentido horário ou anti-horário.

O habitual é fazer nos dois sentidos alternadamente, rodando o cabo da agulha um pouco para a frente e um pouco para trás entre as polpas dos dedos polegar e indicador.

A pistonagem é um movimento vertical, a agulha é sucessivamente empurrada até a profundidade e puxada até abaixo da pele.

Pode-se variar a força combinando inserção rápida e retirada lenta (ou o inverso).

Mesclando a rotação e a pistonagem obtém-se um movimento helicoidal (como um parafuso), em que a agulha desce girando num sentido e sobe girando no sentido oposto.

Realiza-se apenas um tipo de manipulação por ponto, que pode ser repetida algumas vezes durante a sessão.

Retenção

É o período de permanência da agulha no ponto determinado do corpo.

Pode ser curta (até 15 minutos) ou longa (até 30 minutos).

Mas existem variantes como a retirada imediata (sem retenção), retenção extra longa (horas) e agulha de permanência (dias).

Durante o período de retenção podem ser empregadas técnicas com as da eletro-acupuntura e moxabustão mista.

Retirada

O procedimento da retirada, apesar de parecer simples, tem suas peculiaridades, podendo ser em fechamento ou abertura do ponto.

No fechamento a agulha é retirada com delicadeza e o ponto logo pressionado.

Na abertura a retirada é interrompida logo abaixo da pele e a agulha é vibrada ou girada (movimentada) para abrir o ponto e então retirada sem pressionar.

MANOBRAS TONIFICANTES E SEDANTES

As técnicas das manobras são divididas em tonificantes e sedantes.

As técnicas para tonificar são: rodar no sentido horário, penetrar lento e puxar rápido, “fogo na montanha” e retirar com fechamento.

Para sedar: sentido anti-horário, penetrar rápida e puxar lento, “frescor do paraíso” e retirar com abertura.

Modernamente as técnicas de tonificação e sedação foram resumidas em: para tonificar realizar movimentos lentos, suaves, com retenção curta da agulha e para sedar fazer manipulação intensa, repetida, com retenção longa.

A manipulação e retenção intermediarias são neutras.

Em relação a tonificação e sedação, o profissional pode escolher apenas inserir a agulha e não mexer nela, o que chamamos de mantê-la neutra.

Nesse caso o próprio meridiano executa o papel de exercer função de tonificação ou de sedação.

Enquanto estiver com as agulhas, o paciente deve permanecer em uma posição confortável e não pode se mover bruscamente, evitando que haja algum desconforto ou que as agulhas saiam da pele.

A quantidade de agulhas aplicadas varia de acordo com o plano de tratamento do profissional.

Contudo, usar muitas agulhas não significa que o tratamento seja melhor.

COMO FUNCIONA A ACUPUNTURA

Como as agulhas agem na pele?

Nesse período de 20 minutos em que as agulhas estão inseridas na pele, ocorre um estímulo no meridiano, é levada uma mensagem até o sistema límbico do cérebro e faz com que o organismo libere substâncias neurotransmissoras que têm ações analgésicas, relaxantes e anti-inflamatórias.

Frequência do tratamento

Depende muito do diagnóstico, sinais e sintomas de cada paciente.

Casos agudos como uma ciatalgia, uma crise de dor lombar, podem ser sugeridas sessões diárias.

Geralmente, na maioria dos casos, recomenda-se uma sessão semanal.

O efeito pode acontecer na primeira sessão, assim como pode demorar mais tempo.

Normalmente, em dez sessões é muito provável que tenhamos um ótimo resultado.

É claro que isso depende de alguns fatores.

A acupuntura pode não funcionar?

Alguns motivos contribuem para o resultado da acupuntura não ser efetivo: diagnóstico incorreto, tratamento inadequado, alto nível de colecistocinina, deficiência genética de receptores de endorfina nas células nervosas, uso de medicamentos como corticoides e beta bloqueadores.

Geralmente, sempre há algum efeito positivo.

Por exemplo, um paciente com dor crônica de lombar que, na anamnese, relatou também ter insônia.

Ele pode perceber que teve pouca melhora na dor lombar, mas relatar que está dormindo melhor.

Contra-indicações

Na ralidade, existem pouquíssimas contra-indicações para a acupuntura.

Até bebês, se autorizados pelos pais, podem ser submetidos ao tratamento.

Para estes casos, as são agulhas bem menores, claro.

Além de haver outras técnicas, como a massagem com pressão dos dedos no ponto específico.

Porém, a acupuntura é contra-indicada para pacientes com infecções de pele generalizada, com câncer e, em parte, para gestantes.

Para pacientes com câncer necessitamos de autorização do médico.

Para gestantes deve-se evitar a aplicação em pontos que dilatam o colo do útero e que facilitam a contração uterina.

Especialmente até o terceiro mês de gestação.

Por outro lado, após o 3º mês a gestante pode realizar tranquilamente.

O tratamento facilita as gestantes que desejam realizar parto normal.

Antes das sessões

Recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas em excesso, não se alimentar exageradamente, não estar há muito tempo sem comer e evitar exercícios físicos.

Durante a sessão

Durante a sessão alguns pacientes podem relaxar profundamente, até dormirem.

Podem, também, apresentar sensação de frio, suor nas mãos e pés e sentir tontura.

Alguns podem desmaiar. Mas não se assuste, isso é muito raro.

Evitar conversar com o paciente nesses 20 minutos de aplicação das agulhas é importante, pois permite a ele sentir sua respiração.

E caso, o paciente faça questão de conversar, evite assuntos negativos.

Após as sessões

É normal pacientes falarem que estão sonolentos e relaxados.

Pode também ocorrer vontade de urinar após a sessão.

Uma aspecto importante que preciso dizer é que, no dia seguinte, alguns pacientes já relataram que sentiram aumento da dor, porém é normal isso acontecer.

O efeito de alívio virá com o passar do dia.

O local da aplicação pode também ficar vermelho, inchado e até mesmo sentir coceira por alguns minutos.

PRECISO DE ENCAMINHAMENTO MÉDICO PARA FAZER ACUPUNTURA?

Não. Com exceção de alguns casos específicos, como gestantes, pacientes com câncer ou outra patologia com restrição, como já explicado acima.

Para estes casos, o acupunturista pedirá o respaldo do seu médico.

O acupunturista também pode avaliar, diagnosticar seu desequilíbrio e tratá-lo sem associar a medicina convencional.

CONCLUSÕES

A antiga técnica da acupuntura ganhou muita credibilidade atualmente, tendo seus benefícios comprovados até mesmo pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O acupunturista é que vai determinar os pontos a serem aplicadas as agulhas.

O profissional de fisioterapia pode praticar acupuntura.

Não há necessidade de encaminhamento médico.

O SUS oferece tratamento de acupuntura.

Em tese, acupuntura não dói.

E quase não há contra-indicação.

Nada de bebidas alcoólicas antes da sessão.

Tente relaxar e não se preocupe se ficar sonolento após a sessão.

Quando sentir qualquer sensação diferente, não exite em comunicar ao profissional que estiver lhe tratando (como o seu fisioterapeuta, por exemplo).

Por fim, atenção na hora de escolher a acupuntura como tratamento.

Verifique se o profissional possui o certificado de formação em Medicina Tradicional Chinesa.

Nunca é demais lembrar: as agulhas devem sempre ser descartáveis.

E também gostaria de comentar que, atualmente, na acupuntura, utiliza-se laser e eletroacupuntura.

Se quiser saber mais sobre estas técnicas, deixe nos comentários.

Em breve também escreverei sobre os pontos da acupuntura.

Para não perder, assine nossa newsletter.

Siga-nos nas redes sociais.

Caso tenha algum comentário, não deixe de nos escrever.

Sugestões, elogios e alertas, se sentir falta de algo, são sempre bem vindos.

Até logo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Dra. Maria Lira é Fisioterapeuta, Pós-Graduada em Ortopedia e Traumatologia pela UNIFESP e em Medicina Tradicional Chinesa. – CREFITO: 144896-SP



Fontes

Maciocia G Os fundamentos da Medicina Chinesa. Ed. Roca. 2015; Goyotá SLT et al Efeitos da acupuntura no tratamento da ansiedade: revisão integrativa. Rev. Bras. Enferm. maio/junho 69(3): 602-9.


Neste blog procuramos tratar de tudo sobre fisioterapia e acupuntura.

Ele não substitui e nem pretende substituir um especialista.

Para mais informações, procure o SUS ou consulte um profissional de seu contato.

Fique a vontade para comentar abaixo, tirar dúvidas, sugerir etc.


Deixe um comentário

  1. Responder

    Acupuntura é muito bom! Funciona demais para diversas patologias.

    Parabéns pelo site e pelo conteúdo. Continue postando.

Dicas de Fisioterapia.com
| Menu >