Ínicio  >  Artigo exclusivo Dicas de Fisioterapia

15 DICAS DE FILMES SOBRE REABILITAÇÃO QUE TODO FISIOTERAPEUTA DEVERIA ASSISTIR

  • 22 de fevereiro de 2018
Dicas de filmes sobre esperança e reabilitação - Dicas de Fisioterapia

Dicas de filmes sobre histórias de amor existem aos montes.

Não que todos sejam ruins (alguns são muito).

Mas, os filmes sobre temas delicados, como deficiência física, emocionam até os corações mais insensíveis e nos fazem refletir sobre a força da vida.

Além de não serem simples de ser produzidos com a devida sensibilidade e detalhes que merecem.



Nem todos os filmes que vou comentar são sobre fisioterapia exatamente.

Mas são sobre reabilitação e esperança.

E se você é fisioterapeuta (ou ainda estudante de fisioterapia) sabe como os filmes também têm importância em nossa formação.

Esses materiais alternativos são uma ótima ferramenta para nos enriquecer culturalmente.

Por isso separamos, em ordem cronológica, essas dicas de 15 filmes incríveis que trazem a deficiência física como tema.

E no fim deste artigo gostaríamos de saber o que você pensa sobre um tema que tem causado polêmica. Deixe sua opinião.

Sem mais delongas, prepare a pipoca, luz, câmera e ação!  😉

1. Amy – Uma vida dedicada pelas crianças

  • Título original: Amy (1981)

Para começar nossas dicas de filmes, uma obra que inspirou muitas pessoas a seguirem alguma carreira que trabalhe com pessoas com deficiência, como a fisioterapia ou educação.

Amy é a história de uma mulher que, após a morte do filho, deixa o marido prepotente para trás para se tornar professora em uma escola para crianças deficientes auditivas e visuais.

Na descoberta deste novo mundo, ela se dedica a ensinar as crianças a se comunicarem.

No entanto, a troca é inevitável.

Não demora muito as crianças a ensinam um grande sentido do amor.

2. Meu Pé Esquerdo

  • Título original: My Left Foot (1989)

Um clássico. O filme sobre Christy Brown (Daniel Day-Lewis), filho de uma humilde família irlandesa, que nasce com paralisia cerebral.

A doença lhe tira todos os movimentos do corpo, com exceção do pé esquerdo.

Com o controle deste único membro ele torna-se um famoso pintor, escritor e poeta.

O filme é baseado em sua autobiografia homônima, publicada em 1954.

O que poucas pessoas no Brasil sabem é que Christy Brown é um grande nome da literatura, tendo escrito mais de sete livros, até a sua morte, em 1981.

Dica: No YouTube há também esta interessante entrevista com o verdadeiro Christy Brown.

O áudio está em inglês, mas há a possibilidade de ativar as legendas automáticas em português, clicando na engrenagem, depois em ‘Legendas’, ‘Traduzir Automaticamente’ e, por fim, escolher o idioma ‘Português’.

‘Christy Brown, artista irlandês. Breve Entrevista em 1962’ (Christy Brown, Irish artist. Brief Interview from 1962):

3. O Óleo de Lorenzo

  • Título original: Lorenzo’s Oil (1992)

Outro importante título é o lindo filme sobre a vida de Lorenzo Odone.

Também baseado em fatos reais, Lorenzo foi um menino portador de adrenoleucodistrofia (ALD), uma doença genética rara, do grupo das leucodistrofias, que degenera as funções cerebrais.

O produção retrata a luta dos pais de Lorenzo, Augusto e Michaela Odone, na busca por tratamento e cura para seu filho.

O nome do filme é inspirado no mesmo nome do remédio formulado por seus pais – Lorenzo’s Oil.

Um óleo considerado, ainda hoje, um dos mais eficientes meios para tratar a adrenoleucodistrofia.

Lorenzo faleceu em 2008, aos 30 anos.

20 anos a mais do que os médicos previam, por conta do tratamento.

4. De porta em porta

  • Título original: Door to Door (2002)

Novamente mais um grande filme sobre uma história verdadeira.

Bill Porter, nascido com paralisia cerebral, tem limitações na fala e em seus movimentos.

Sua mãe, sempre presente, o apoia em seu desejo de conseguir um emprego.

No entanto, ele consegue iniciar em uma vaga de vendedor de inúmeros produtos de ‘porta em porta’.

O filme retrata todo o preconceito e humilhação passados por Bill em sua luta para demonstrar sua capacidade.

Porém, ele nunca se esquece o que sua mãe lhe ensinara e que torna-se sua marca: ‘paciência e persistência’.

Sempre muito querido e competente, por mais de 40 anos, Bill caminhou 16 quilômetros por dia, tornando-se um dos vendedores mais célebres do mundo.

5. Frida

  • Título original: Frida (2002)

Mais uma história real, o filme retrata a vida de Frida Kahlo (Salma Hayek), desde sua adolescência até a morte.

Frida foi um dos principais nomes da história artística do México.

Além de ter se tornado um símbolo da luta internacional das mulheres por sua coragem e força.

Conceituada e aclamada como pintora, ela teve um casamento abusivo com o também pintor Diego Rivera.

Aos 18 anos, se viu envolvida em um acidente quando, o ônibus em que estava, se chocou com um bonde.

Sofrendo diversas fraturas graves, Frida teve de abandonar seu sonho de ser médica e seu grande desejo de ter filhos.

Todos estes fatores contribuíram para tornar Frida uma mulher extremamente traumatizada, porém, ainda genial.

6. Os melhores dias de nossas vidas

  • Título original: Inside I’m Dancing (2004)

Rory é um jovem tetraplégico, rebelde e bem humorado.

Sempre fala o que pensa e não liga para as convenções sociais.

Michael, com paralisia cerebral, ao contrário, sempre levou uma vida mais discreta.

Essa dica é uma bela oportunidade para refletirmos sobre o estereótipo imposto pela sociedade às pessoas com deficiência.

7. A Pessoa é Para o que Nasce

  • Documentário, Brasil (2004)

Um filme sobre Maria das Neves, Regina Barbosa e Francisca da Conceição, ‘as três irmãs cegas de Campina Grande’, na Paraíba.

Como descreve a sinopse da produtora TvZero, ‘São irmãs. São três. São cegas. Unidas por esta peripécia incomum do destino, elas viveram toda sua vida cantando e tocando ganzá em troca de esmolas nas cidades e feiras do Nordeste do Brasil, a região mais pobre do país’.

O belo documentário mostra a leitura de mundo das mulheres e a dedicação do trio à música.

8. O Escafandro e a Borboleta

  • Título original: Le scaphandre et le papillon (2008)

Em 1995, o jornalista e editor da revista francesa de moda Elle, Jean-Dominique Bauby, sofreu um AVC (derrame cerebral) e perdeu sua capacidade de se movimentar e falar.

Ao acordar do AVC, vinte dias depois, no Hospital Marítimo de Berck-sur-Mer, teve a percepção de que seu corpo se tornou um constrangimento.

Apesar de suas faculdades mentais estarem perfeitas, seu corpo ficou todo paralisado, com exceção de seu olho esquerdo.

Isso fez com que ele sofresse de Síndrome do Encarceramento.

Dentro desse ‘escafandro’, Bauby precisou aprender a se comunicar com o mundo apenas por meio de seu olho esquerdo.

No entanto, apesar de sua condição, ele consegue escrever e lançar, em 1997, o livro Le Scaphandre et le Papillon (O Escafandro e a Borboleta), inspiração para o filme que indicamos.

9. Soul Surfer – Coragem de Viver

  • Título original: Soul Surfer (2011)

O filme conta a história real da surfista Bethany Hamilton.

Com apenas 13 anos, a menina já era campeã em competições profissionais.

Em 2003, Bethany foi vítima de um ataque de tubarão e teve seu braço esquerdo amputado.

Porém, nem isso a manteve longe do mar e de sua paixão pelo esporte.

Em 2004 ela escreveu o livro ‘Soul Surfer: A Verdadeira História de Fé, Família e Luta para voltar à Prancha’ (Soul Surfer: A True Story of Faith, Family, and Fighting to Get Back on the Board).

Em 2005 levou o primeiro lugar no NSSA National Competition.

E, a partir daí, apenas continuou colecionando consecutivos títulos, estando sempre entre os primeiros lugares do surf profissional.

Dica: Em relação à história da verdadeira Bethany Hamilton, há também uma entrevista de sete minutos legendada em português.

Apesar da imagem exibida no quadro abaixo, o vídeo continua em funcionamento.

Pode apertar o play sem medo.

10. Intocáveis

  • Título original: Intouchables (2012)

Nesta produção francesa, Philippe é um homem extremamente rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico.

Precisando de um assistente, ele decide contratar como seu auxiliar de enfermagem, Driss, um jovem pobre sem a menor experiência em cuidar de pessoas no estado de Philippe.

Genioso e desinibido, Driss sofre com a solidão e sensação de deslocamento.

Por sua vez, Philippe se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um pobre coitado.

O filme também é inspirado no livro autobiográfico de Philippe Pozzo di Borgo, ‘Le Second Souffle’ (‘O Segundo Suspiro’, 2012).

(Driss é um nome fictício para o argelino Abdel Sellou, amigo de Philippe até hoje)

11. Hasta la vista – venha como você é

  • Título original: Hasta la vista (2012)

Uma história de superação para três jovens deficientes físicos: um é cego (Jozef), outro é paraplégico (Lars) e o terceiro é tetraplégico (Philip).

Um filme sensível às verdadeiras condições destes personagens que, sem dúvidas, representam tantos outros jovens pelo mundo.

Dizendo aos pais que pretendem conhecer as vinícolas espanholas, e enfrentando a resistência de seus pais, os três fogem em companhia de uma enfermeira-motorista (Claude), para realizar o que quase todo jovem comum gosta de fazer: dançar, beber e paquerar.

12. Ferrugem e Osso

  • Título original: De rouille et d’os (2012)

Marion Cotillard é uma ex-treinadora de baleias que tem suas duas pernas amputadas.

Ela vive um romance com o boxeador Ali, que faz bicos para sobreviver.

“Ferrugem e Osso” mostra o reaprendizado de uma mulher amputada.

Da cama do hospital à cadeira de rodas, passando por andar com próteses ao sexo.

Um filme sobre como a vida é dura, perversa e, ao mesmo tempo, bela.

13. Colegas

  • Ficção, Brasil (2013)

Essa aventura e comédia brasileira, dirigida e roteirizada por Marcelo Galvão, é o primeiro filme brasileiro protagonizado por atores com Síndrome de Down.

Stallone (Ariel Goldenberg), Aninha (Rita Pook) e Márcio (Breno Viola) são grandes amigos e vivem juntos em um instituto para pessoas com Síndrome de Down, ao lado de outros colegas.

Um belo dia, surge a ideia de sair dali para realizar o sonho individual de cada um, inspirados pelos inúmeros filmes, especialmente por ‘Thelma & Louise’ (1991) e ‘Sociedade dos Poetas Mortos’ (1989).

Essa divertida comédia que trata de forma poética das coisas simples da vida, pelos olhos de três personagens – e atores -, com Down.

O ainda polêmico assunto ‘inclusão’ é tratado de forma sutil, mas sem deixar de expressar o fim do preconceito à Síndrome de Down.

Simplesmente não deixe de vê-lo!

14. A teoria de tudo

  • Título original: The Theory of Everything (2014)

Filme sobre a história de um dos mais consagrados físicos da atualidade, Stephen Hawking, baseado no livro ‘Travelling to Infinity: My Life with Stephen’, de sua ex-companheira, Jane Hawking.

Stephen Hawking tem Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), que, com o passar do tempo, causa a morte de neurônios que controlam os músculos voluntários do nosso corpo.

Ainda não há uma cura ou tratamento eficaz conhecido para esta rara doença.

O Riluzol, um medicamento muito caro, retarda a evolução da doença, mas garante a sobrevida em apenas alguns meses a mais.

Este é um dos motivos de Stephen Hawking ser considerado um fenômeno, entre os poucos casos de pessoas com Esclerose Lateral Amiotrófica.

Quanto aos outros motivos, basta ver o currículo de Hawking:

Atualmente, aos 76 anos, ele é diretor de pesquisas do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica (DAMTP) e fundador do Centro de Cosmologia Teórica (CTC) da Universidade de Cambridge.

ATUALIZAÇÃO 14/03/2018: na noite deste 14 de março, quarta-feira, o famoso físico britânico faleceu aos 76 anos. Hawking deixa ao mundo um vasto legado de conhecimento e esperança.

Dica: Ainda sobre Stephen Hawking há, também, o documentário ‘Hawking’, lançado em 2013, também sobre sua vida e trajetória.

O detalhe que torna esse documentário especialmente interessante, é que ele é narrado pelo próprio Stephen Hawking.

No YouTube há a versão completa do doc Hawking, mas infelizmente apenas com legendas automáticas.

15. Como Eu Era Antes de Você

  • Título original: Me Before You (2016)

Will Traynor é um rapaz rico que sofre um grave acidente que o deixa paraplégico.

Ele fica profundamente depressivo e contrata uma auxiliar para cuidar dele.

Louisa Clark é uma garota feliz e extrovertida que perdeu recentemente seu emprego em um café local.

Ela e o fisioterapeuta de Will (Nathan) fazem o possível para melhorar o ânimo e seus movimentos.

Aos poucos, Louisa acaba se envolvendo com Will.

O que você achou de nossas dicas de filmes?

Não deixe de colaborar a lista, comentando abaixo e sugerindo outros filmes sobre temas relacionados.

POLÊMICA – QUEREMOS SABER

Como você pôde ver na lista acima, existem centenas de filmes sobre pessoas com deficiência.

Porém, apenas uma pequena minoria das produções tem participação de atores com deficiência.

No mesmo sentido, são pouquíssimos atores com alguma deficiência conhecidos na indústria cinematográfica.

Você acha que, para os papeis sobre pessoas com deficiência, deveriam ser priorizados atores com deficiência?

E nos demais filmes?

Contê-nos o que você acha nos comentários abaixo.  😉

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Dra. Lavinia Clara é Fisioterapeuta pela Universitá degli Studi di Milano, com pós-graduação em Fisioterapia em Pneumologia e Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia pela Universidade Federal de São Paulo. Atual Doutoranda pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP). – CREFITO: 151380-F



Neste blog procuramos tratar de tudo sobre fisioterapia.

Ele não substitui e nem pretende substituir um especialista.

Para mais informações, procure o SUS ou consulte um profissional de seu contato.

Fique a vontade para comentar abaixo, tirar dúvidas, sugerir etc.


Deixe um comentário

    Dicas de Fisioterapia.com
    | Menu >